5 dicas para emagrecer com saúde depois do(s) filho(s)!


Como é difícil voltar ao peso de antes da gravidez, não é mesmo? Ainda mais depois de mais de um filho, normalmente engravidamos um pouco acima do peso e depois fica mais difícil emagrecer, pois além de termos menos tempo, temos menos disposição.

Eu sei bem como é, vivi essa fase de querer emagrecer o peso que ganhei em 9 meses, em 9 semanas… Então hoje vou contar um pouco sobre meu processo de emagrecimento após a gravidez do Santi, mas que quero voltar ao peso de antes da gravidez do Caetano.

Primeiramente, quero deixar bem claro que CADA MULHER TEM QUE SER FELIZ COM O CORPO QUE TEM! Não importa o peso, não importam as medidas, eu acho que temos que ser felizes como somos.

Tem um trecho de uma música da Tribo de Jah, que eu amo, que fala assim ” Você vê o meu corpo e pensa que sou eu. Ele não é eu, ele não é meu, é só uma dádiva dada emprestada, Deus foi quem me deu por breve temporada. É só uma roupagem, densa embalagem, que não me pertence.

Aliás, nada me pertence, nesse mundo tudo é transitório, tudo é ilusório, ainda que se pense que o que se vê é pura realidade.” Para mim isso é muito claro, amo meu corpo, ele gerou 3 vidas, ele se transformou comigo, mas quero ter o peso que estava antes de engravidar do Caetano.

Sei que dificilmente terei o corpo que tinha antes do Antônio, simplesmente por não ter a rotina que tinha antes dele nascer. Para vocês terem uma noção, eu tenho 1,77 de altura, e antes de ter o Antônio pesava uns 59 kg, sim, era super magra.

Mas naquela época eu trabalhava fora, ia para a academia e ia para casa, curtir o maridão, não tinha maiores preocupações, era dona da minha vida. Hoje em dia não tenho tempo para malhar como eu malhava, nem disposição.

Antes do Caetano nascer eu pesava 69 kg, e é isso que quero. Mas sem dietas malucas, sem medicamentos, com saúde, cuidando da alimentação e praticando atividade física.

Fazem uns 2 meses que comecei a praticar ginástica funcional, o meu peso estava oscilando, emagrecia um pouco, me animava e descuidava a alimentação, ganhava o que  havia perdido. Então desanimava novamente, até que me dei conta que teria que mudar o que estava fazendo, que era apenas atividade física, não estava cuidando da alimentação.

Eu não sou nutricionista, mas sou da área da saúde e as dicas  que compartilho são baseadas na minha experiência. Eu AMO ir em nutricionista, é a profissional capacitada para nos orientar, mas como sou apegada na minha nutri e estou morando longe dela, estou me baseando na minha última reeducação alimentar, e assim que conseguir, consultarei com ela novamente.

5 dicas para emagrecer com saúde depois do(s) filho(s)!

1.VOCÊ TEM QUE QUERER MUITO!

Você tem que querer de verdade! Você mais do que ninguém tem que ter vontade, tem que estar decidida que fará mudanças de hábitos. Você tem que entender que o corpo é seu, e não tem ninguém no mundo que poderá fazer por você, a não ser você mesma! Você quer emagrecer, quer ter mais saúde e disposição? SIM? Então MUDE HOJE, ainda dá tempo, se deixar para depois, vais se arrepender de não ter começado hoje!

2. FAÇA UMA AUTO ANÁLISE DA SUA ROTINA ALIMENTAR!

Se você puder ir a uma nutricionista vá que ela é a melhor profissional para te orientar a rotina alimentar, mas no meu caso, como minha nutri não está na minha cidade e já tenho um bom auto conhecimento do meu corpo, eu anotei por alguns dias o que estava comendo, e pude ver claramente onde estava errando. EU estava comendo muito pão e bolachas.

A pessoa aqui comia meio pacote de bolacha de leite afundada no café preto, no lanche da tarde. Então tirei o pão, a bolacha e o açúcar do meu cardápio e emagreci e desinchei muito rápido. “Mas Angi, não é meio exagerado tirar tudo isso?” Gurias, cá entre nós, pão, mesmo sendo integral, não faz falta na alimentação,e a bolacha e açúcar, nem preciso comentar, né? Não estou seguindo dieta da moda, não parei de comer glúten, não parei de comer nada que é saudável, simplesmente tirei o que me engordava, ou o que não me ajudava a emagrecer e os resultados estão aí para quem quiser ver. Não passo fome, como mais frutas e verduras e isso fez toda diferença!

3. FOME É UMA COISA, VONTADE/GULA É OUTRA! 

Temos que ter em mente que FOME é uma coisa, e gula/vontade é outra. Muitas vezes quando posto uma foto do meu almoço, vem alguma mãe e comenta: “Ai como eu queria comer só isso”. Temos que olhar para nós e sabermos diferenciar a fome da vontade de comer.

Eu sei que amamentação dá fome, pois gastamos muitas calorias, mas ansiedade também dá fome e confesso que, desde que me tornei mãe e optei por ficar em casa com os filhos, tenho comido muito mais e mais rápido. Por estarmos em casa, sabemos que tem a bolacha de leite no armário, o bis na dispensa, o leite condensado, e nosso cérebro fica nos tentando, nos lembrando.

Quem não come muito mais quando está exausta ou cansada? Quem não come uma panela de brigadeiro no final da noite, se premiando pelo dia punk que teve e “merece” uma recompensa? Sem contar que desde a chegada dos filhos nós mal mastigamos.

Quem fica em casa sabe que é um trabalho sem fim, sempre temos mil coisas para fazer, então a gente praticamente “engole” sem nem mastigar. Quem trabalha fora tem que buscar/levar filho na escola, pediatra, e quando vê tem 10 minutos para comer.

Aí é que está um grande erro na alimentação:

A MASTIGAÇÃO! Mastigar é vida, ela ajuda na saciedade, uma vez que o estômago envia mensagem de saciedade a partir de 20 minutos do início da alimentação é importante que uma refeição dure entorno de 20 a 30 minutos. Mas quem aí tem de 20 a 30 minutos para comer? Tu tens que se conscientizar que PRECISA MASTIGAR, comer mais devagar, senão vais continuar querendo comer um “boi” a cada refeição. Infelizmente não tiramos esse tempo para nós e acabamos comendo mais do que precisamos, pois comemos tudo que vemos pela frente e quando o corpo fala que está satisfeito, já comemos demais.

Tentem mastigar mais vezes, fazer a refeição durar 20 a 30 minutos. Antes do prato quente, que são as comidas com mais calorias, eu como um super prato de salada, depois o prato é menor e NÃO SINTO FOME. AH, FAÇAM A LIMPA NA DISPENSA, aqui em casa não tenho nada de doces, quando quero fazer um bolo para os guris, vou no mercado e faço, até porque quero que eles tenham mais qualidade de vida, bolo pode sim, mas desde que não seja um hábito.

4. COMER DE 3 EM 3 HORAS! 

Para mim tem funcionado muito bem comer uma fruta de lanche., tanto no meio da manhã, quanto no meio da tarde. Como ainda amamento, confesso que as vezes a fome é absurda, mas sempre tento comer frutas com granola, ou biscoito de arroz com mel, ou biscoito de polvilho. Se eu “esqueço” de comer o lanche, quando vou comer depois, a fome é ainda maior e a vontade de comer é maior!

5. ATIVIDADE FÍSICA É FUNDAMENTAL!

Cuidar a alimentação é MARAVILHOSO e super importante, mas praticar uma atividade física junto com a reeducação alimentar é fundamental, pois além de fortalecer a massa muscular, a atividade física libera serotonina e endorfina, hormônios que dão aquela sensação boa.

A serotonina desempenha um papel importante no sistema nervoso central, regulando o sono, o apetite e o controle da temperatura corporal. A endorfina é produzida durante a atividade física e regula as emoções, diminuindo estresse e ansiedade.

Por isso que uma boa alimentação, aliada com atividade física certa prá ti, é TUDO DE BOM! As vezes, só cuidamos a alimentação e vivemos mau humoradas, principalmente porque nos privamos de comer um docinho, um bolo… Não tem tempo para ir numa academia, não tem quem fique com o(s) filho(s)? TUDO BEM, NÃO DÊ DESCULPAS, FAÇA UMA ATIVIDADE EM CASA, eu fiz e super indico. Eu vou na academia, pois combinei com meu marido que preciso de um tempo para cuidar de mim, afinal passo o dia inteiro com os guris e sozinha, cuido deles, da casa e do site. Enquanto eu faço uma hora de academia, ele dá janta e banho nos guris, e eu consigo cuidar de mim, afinal, mãe feliz = filhos felizes! Com a prática da atividade física fica mais fácil e os resultados aparecem mais rápido. E quando vemos que estamos conquistando o nosso objetivo é só alegria!