Dicas de limpeza para quem tem pets em casa. Confira


Animais de estimação fazem a alegria da casa, mas também exigem atenção, especialmente com a limpeza. Ninguém quer excesso de pelos ou odores desagradáveis pela casa, não é mesmo? Manter tudo em ordem é uma prioridade, principalmente porque muitos produtos usados na faxina podem causar alergia ou intoxicação nos pets. Com as dicas da Favorita, você mantém a casa limpa e ainda mais segura para seu bichinho.

1 – Para controlar a queda de pelos

Para evitar a queda excessiva de pelos de cães ou gatos, escove sua pelagem diariamente. Seu bichinho fica ainda mais bonito e você tem menos dor de cabeça com pelos espalhados pela casa.

2 – Aspirador de pó como melhor amigo

Apesar do todos os cuidados, alguns pelos no piso serão inevitáveis. A sua melhor alternativa deve ser o aspirador de pó: inicie sempre com o aspirador para não espalhar ainda mais a sujeira. Finalize a limpeza com vassoura e um pano úmido. Se não tiver aspirador de pó, utilize luvas de borracha para retirar pelos acumulados de sofás e edredons. As luvas aglomeram os pelos conforme você passa a mão pelos objetos, facilitando a remoção.

3 – Manta no sofá

Para quem tem o costume de deixar os animais deitarem no sofá, uma opção é colocar uma manta no estofado. Além de deixar sempre um cantinho reservado para o pet, você aproveita para dar uma repaginada na decoração da sala.

4 – Limpeza segura

O maior perigo na hora da limpeza da casa são os produtos. Evite sempre os que contêm soda cáustica e amônia, que podem causar intoxicação nos bichinhos. Enxague bem depois de limpar e mantenha o animal longe da área durante a higienização. Procure usar um pano úmido com desinfetante próprio para ambientes com animais ou um que não contenha amônia. Álcool e vinagre misturados em partes iguais são excelentes para eliminar odores de fezes e xixi.

5 – Atenção redobrada

Pelo menos uma vez ao dia você deve higienizar potes de água e comida dos seus pets, lavando-os com esponja, água e sabão neutro. Isso evita que bactérias se espalhem, contaminem o pet e se propaguem pelo espaço. O mesmo serve para o local reservado para eles fazerem necessidades – troque o jornal, tapete higiênico e limpe periodicamente a caixa de areia.